lacerta-monticola-2.jpg

PR 3 - Cabeço dos Corvos


Tipo de percurso: Circular

Duração: 3 h

Grau de dificuldade: Baixo

Época recomendada: Primavera e outono

 

PR 3 - Cabeço dos Corvos

 

O percurso percorre a cumeada, zona de relevo suave, a uma altitude superior a 900 metros, destacando-se o vértice geodésico do Cabeço dos Corvos, ponto mais elevado da Mata do Desterro. Daqui obtém-se uma perspetiva ampla sobre o vale do Médio Mondego e observam-se os sistemas montanhosos: do Açor e da Lousã, a sul; do Caramulo, da Arada e de Montemuro, a oeste; do Marão e Alvão, a norte; e, na Estrela, os fragões das Penhas Douradas, a lagoa Comprida e o cabeço da Coitada, a leste. A área exibe afloramentos rochosos com formas características dos granitos de que são exemplo, as pias, os tafoní, os blocos partidos e as pedras bolideiras, sendo que estas se caracterizam por se apresentarem em equilíbrio aparentemente instável.

No vale do Alva, na vertente sul, encontram-se os canais de adução, as condutas forçadas, a câmara de carga e a Central Hidroelétrica do Desterro, estruturas que integram o Aproveitamento Hidroelétrico da Serra da Estrela. 

 
Categoria: Mata do Desterro