lacerta-monticola-2.jpg

No que se refere aos valores naturais, Seia possui o mais expressivo conjunto de circos, vales, lagoas e outros testemunhos da ação glaciária a nível nacional, consequência de uma parte significativa do território se situar a uma altitude superior a 1500 metros.

Do conjunto de valores naturais que o concelho apresenta, destacam-se: a lagoa Comprida e o lagoacho das Favas situado na sua margem norte, o vale da Caniça, o covão do Urso e a cascata da Fervença, no Sabugueiro, a garganta e os poços de Loriga e o rio Alva, em Sandomil. Nas freguesias de Alvoco da Serra, Cabeça, Loriga, Sazes da Beira, Teixeira e Vide, situadas no extremo sul do concelho, encontra-se, em redor dos aglomerados, uma paisagem de elevado valor cénico onde predominam os campos agrícolas em socalcos intercalados por matos e povoamentos florestais.

aguincho 6  casal do rei casas 7  socalcos
Aguincho, Alvoco  Casal do Rei, Vide

 Socalcos agrícolas, Loriga

Abrangendo uma área significativa do concelho de Seia, encontra-se uma parte significativa das estruturas do antigo Aproveitamento Hidroeléctrico da Serra da Estrela, um dos primeiros sistemas para a produção de energia elétrica construídos em Portugal, no início do século XX. Este sistema que utiliza a água do setor superior do Alva inclui, entre outras estruturas, barragens, açudes, canais de adução, câmaras de carga e centrais hidroelétricas.

Seia partilha com Manteigas e a Covilhã o local mais emblemático e visitado da serra, a Torre, onde se situa o ponto mais elevado de Portugal Continental, a 1993 metros de altitude.

(MN) - Monumento Nacional; (IIP) - Imóvel de Interesse Público

Categoria: O que visitar